quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Mário Ponci fala sobre a Chilli Beans.

Como já disse na postagem anterior, na semana passada fui ao IV Encontro Paraibano de Empreendedorismo onde tiver a oportunidade de conhecer o Mário Ponce, Diretor da Chilli Beans. Ele deu uma palestra sobre sua vida profissional e contou um pouco sobre a história da marca. À algum tempo assisti a uma reportagem de Caito Maia (o idealizado da marca) no programa do Jô, e eu que era fã dos design dos óculos, virei fã da marca. Vocês irão entender por que.


           Calisto em uma viagem para os Estados Unidos, trouxe alguns óculos (sem ser de marca famosa) para o Brasil, pra vender em uma lojinha de uma galeria em São Paulo. 
            Mário tinha trabalhado em uma multinacional de Pager, e se demitiu por achar que a empresa não era ética com seus franqueados. Ele estava em uma dureza só mas estava precisando de um óculos de grau, então uma amiga foi com ele até  lojinha do Calisto. Chegando lá, se deparou com um display enorme com um óculos de cada modelo exposto(ele trazia no máximo dois modelos de cada, para poder preencher o display). Ele foi logo pegando um pretinho básico mas  Calisto pegou um óculos grande, amarelo e super chamativo e mostrou que ficaria melhor nele. E disse mais, se não gostasse poderia voltar que deixaria trocar por outro, e se não gostasse de nenhum devolveria o dinheiro. Isso conquista qualquer cliente, não é mesmo? E conquistou o Mário também. 
            Mário voltou lá e Calisto falou que tinha recebido uma proposta de franquia, mas não sabia se aceitava. O nosso atual diretor da marca teve a sacada dos diferenciais da loja de Calisto, então resolveu ajudá-lo. Quem também participou do nascimento da Chilli Beans foi Vanessa, que anteriormente trabalhava na Ellus.

Diferenciais que eles continuam tendo atualmente:

·         Inicialmente o primeiro diferencial foi a pouca quantidade de modelos diferentes que Calisto trazia por conta do Display que era enorme. Em uma cidade grande como São Paulo, era quase exclusividade que o cliente tinha.

·         Para viajar pouco para o exterior, Calisto trazia muita quantidade e fazia lançamentos semanais.  

·         A troca do produto, ou devolução do pagamento caso o cliente não esteja satisfeito.

·         Na loja Calisto dava serviço de consultoria aos clientes. Mário até falou que o cliente na escolha do óculos nunca tem razão, e deu um exemplo “Imaginem um sujeito chegando na loja e pedindo um óculos parecido com o do Brad Pitt, mas esse sujeito tendo a cara Mussum nunca ficaria bem”.

           A empresa é alternativa, e contrata funcionários que tenham a sua cara. Ele disse que muita gente eram discriminadas por terem tatuagens ou pela opção sexual e quando a empresa abriu começaram a contratar essas pessoas, um ia contando pro outro e eles nem precisavam fazer divulgação que estavam precisando de funcionários.
           Desenvolveram o espelho digital em que os clientes possam ser ver de todos os ângulos. Eles têm um software que rastreiam as fotos dos clientes cadastrados e são mandados para o seus emails fotos de produtos no estilo de cada um. 
            Eles tem uma loja móvel que percorre as cidades que não têm lojas da marca, em um caminhão. Mário teve a brilhante idéia depois de ver o Poop Store da Adidas.
           É o próprio Mário quem escolhe os franqueados, basta ser fã da marca e que ele veja o seu olho brilhar.
           A paixão é tão grande, que mais de 30 funcionários tem tatuagens com a pimentinha ou nome da marca.

Esse ano eles fizeram uma convenção para todos que são fãs da marca, com o tema Cirque. Todos que subiam ao palco estavam fantasiados, teve malabaristas, mágicos, entre outros personagens de circo. Puseram no palco todos os franqueados, para serem apresentados aos clientes. E além de muita música eletrônica, teve participação de Carlinhos Brown.
Sorry pela gravação, mas eu tinha que mostrar algum vídeo para vocês terem idéia.

Amei ter estado presente nessa palestra, me acrescentou muito como profissional. Mário é extremamente atencioso e foi elogiado por outros palestrantes por ser muito humilde e pé no chão. Quando terminou a palestra várias pessoas correram pra cima dele pra tirar foto e conversar, sorte que esbarrei com ele em um corredor antes e fiz tudo isso.


Um comentário:

  1. Que maravilha sou fã da Chilli Beans...Pena que não fiquei sabeno da palestra.

    bj

    Luzi
    www.desapatilha.com.br

    ResponderExcluir